tapete de corpus christi 2017 (2)

Corpus Christi 2017

Apresentamos um pouco do nosso tapete de Corpus Christi confeccionado pela Catequese e paroquianos.

Fotos: Vera Reis, Ana Lúcia, Pe. Eguione, Fernando Leite, Arno Nering, Arisberto Fassina.

Esse ano, a pedido do nosso Arcebispo Dom José Peruzzo, todas as paróquias estiveram presentes na Celebração em frente a Catedral que teve início às 15h e depois seguiu a procissão pelas ruas até o Centro Cívico onde terminou na Praça Nossa Senhora de Salette.

Deixamos um pequeno texto de Pedro Luvizotto sobre o Corpus Christi:

Hoje, a Igreja Católica, em todo o mundo, comemora o dia de Corpus Christi. Nome que vem do latim e significa “Corpo de Cristo”. A festa tem por objetivo celebrar solenemente o mistério da Eucaristia – o Sacramento do Corpo e do Sangue de Jesus Cristo.
Acontece sempre em uma quinta-feira, em alusão à Quinta-feira Santa, quando se deu a instituição deste sacramento. Durante a última ceia de Jesus com seus apóstolos, Ele mandou que celebrassem Sua lembrança comendo o pão e bebendo o vinho que se transformariam em seu Corpo e Sangue.
A celebração teve origem em 1243, em Liège, na Bélgica, no século XIII, quando a freira Juliana de Cornion teria tido visões de Cristo demonstrando-lhe desejo de que o mistério da Eucaristia fosse celebrado com destaque.
Em 1264, o Papa Urbano IV através da Bula Papal “Trasnsiturus de hoc mundo”, estendeu a festa para toda a Igreja, pedindo a São Tomás de Aquino que preparasse as leituras e textos litúrgicos que, até hoje, são usados durante a celebração. Compôs o hino “Lauda Sion Salvatorem” (Louva, ó Sião, o Salvador), ainda hoje usado e cantado nas liturgias.
A procissão com a Hóstia consagrada conduzida em um ostensório é datada de 1274. Foi na época barroca, contudo, que ela se tornou um grande cortejo de ação de graças.
No Brasil, a festa passou a integrar o calendário religioso de Brasília, em 1961, quando uma pequena procissão saiu da Igreja de madeira de Santo Antônio e seguiu até a Igrejinha de Nossa Senhora de Fátima. A tradição de enfeitar as ruas surgiu em Ouro Preto, cidade histórica do interior de Minas Gerais.
A celebração de Corpus Christi consta de uma missa, procissão e adoração ao Santíssimo Sacramento.
A procissão lembra a caminhada do povo de Deus, que é peregrino, em busca da Terra Prometida. No Antigo Testamento esse povo foi alimentado com maná, no deserto. Hoje, ele é alimentado com o próprio Corpo de Cristo. Pedro Luvizotto.

Veja as fotos dos demais tapetes confeccionados em Curitiba no álbum da Arquidiocese de Curitiba – facebook, acessando: https://www.facebook.com/pg/PascomArquidioceseDeCuritiba/photos/?tab=album&album_id=1416610178432264

Sobre o autor

Paróquia Imaculado Coração de Maria

pcormaria@pcormaria.com Avenida Getúlio Vargas, 1193 - Rebouças - Curitiba/PR (41) 3224.9574 - Secretaria Paroquial

Deixe um Comentário

  • 5 × 2 =