Mensagem do Pároco

mensagem-do-paroco“A Missão deve impregnar todas as estruturas eclesiais e todos os planos pastorais de dioceses, paróquias, comunidades religiosas, movimentos e de qualquer instituição da Igreja; nenhuma comunidade deve isentar­se de entrar decididamente, com todas as forças, nos processos constantes de renovação missionária e de abandonar as estruturas ultrapassadas que já não favoreçam a transmissão da fé” (DA 365).

“A renovação das paróquias exige a reformulação de suas estruturas, para que ela seja uma rede de comunidades e grupos, capazes de se articular conseguindo que seus membros se sintam realmente discípulos e missionários de Jesus Cristo em comunhão. A renovação missionária das paróquias exige de nós imaginação e criatividade para chegar às multidões. Os melhores esforços das paróquias devem estar na convocação e na formação de leigos missionários. Uma paróquia, comunidade de discípulos missionários, requer organismos que superem qualquer tipo de burocracia. Os Conselhos Pastorais Paroquiais terão de estar formados por discípulos missionários constantemente preocupados em chegar a todos. Assim, a paróquia chegará a ser comunidade de comunidades. A missão é a razão de ser da Igreja, define sua identidade mais profunda. A Igreja deve cumprir sua missão seguindo os passos de Jesus e adotando suas atitudes” (DA 172, 173, 174, 203, 309, 373,

“Precisamos de uma evangelização muito mais missionária, em diálogo com todos os cristãos e a serviço de todos os homens. A conversão pastoral de nossas comunidades exige que se vá além de uma pastoral de mera conservação para uma pastoral decididamente missionária. Esperamos um novo Pentecostes, uma vinda do Espírito que renove nossa alegria e nossa esperança” (DA 13, 370, 362).

A Paróquia continua sendo o lugar de encontro com a pessoa de Jesus Cristo, pois Ele é o centro de nossa fé, o sentido de nossa vida, a certeza de nossa vocação. A Paróquia reúne todos os fiéis numa só família e desperta, no coração de cada batizado, o compromisso com o Reino de Deus. Na Paróquia, os fiéis encontram seu espaço e descobrem que seguir a Cristo em comunidade é o segredo do mistério de nossa fé, pois todos somos missionários.

No processo de renovação paroquial, queremos dar continuidade ao chamado que Deus nos faz por meio de Jesus para sermos “sal e luz do mundo”. Queremos amar verdadeiramente a Palavra e colocá­la no centro de nossa história, queremos renovar nosso compromisso com a Missão da Igreja e servir o Evangelho com entusiasmo, queremos viver uma espiritualidade missionária a partir do coração de Jesus e de Maria. Teremos como prioridades neste triênio (2013­-2015) a promoção da família e do jovem, resgatando­os para Cristo a fim de que sejam sinal do amor de Deus e testemunhas de conversão num mundo marcado por tantas desigualdades que agridem sua dignidade dos filhos de Deus.

É urgente e oportuno que a ação missionária e pastoral da Igreja, sobretudo de nossa Paróquia do Coração de Maria, invista na formação e capacitação de evangelizadores que “gastem” suas vidas por Cristo e promovam uma nova mentalidade entre os paroquianos, fortalecendo a pertença a Cristo e a descoberta sincera de sua vocação enquanto batizado.

Teremos muitos desafios neste processo de renovação, mas com o apoio do Planejamento Estratégico Pastoral e dos Planos de Contribuição saberemos por onde andar.

Queremos ser ousados no anúncio do Evangelho, sem medo de comunicar a verdade “por todos os meios possíveis” e, por isso, contamos com a materna proteção do Coração de Maria, nossa Mãe, Mestra e formadora. Confiamos nossa missão a Ela que sempre soube acolher os desígnios de Deus com oração, disponibilidade e obediência. Pedimos ao nosso fundador Santo Antonio Maria Claret que interceda por esta comunidade e desperte nos fiéis o desejo pelas coisas de Deus, o amor pela Eucaristia, pela Palavra e pela missão da Igreja.

Sejam bem vindos ao Coração de Maria! Nesta casa tem lugar para todos.

In Matris Corde.

Pe. Nilton Cesar Boni, cmf